Bem-vindo ao fórum das grandes máquinas.Boas transalpadas!

Honda Transalp - Parada - Uma história de um dia

Compartilhe

Garcia81
Mota ligada
Mota ligada

Número de Mensagens : 8
Masculino
Idade : 36
Data de inscrição : 04/01/2011

Honda Transalp - Parada - Uma história de um dia

Mensagem  Garcia81 em Qua 09 Mar 2011, 10:28

Bom dia,

Venho por este meio Vos solicitar um pedido de esclarecimento.
Na passada segunda-feira durante a minha deslocação para o trabalho, deparei com um amigo transalper parado na AE com a sua bela máquina (Translap de 99 comemorativa 50anos) paradinha na berma de emergência.
Fiquei logo bastante admirado com a situação, não pelo facto de ver um peão na AE pois isso acreditem ocorre algumas vezes, mas sim pelo facto de uma transalp ficar parada na AE.
Pois bem decidi encostar e dar uma de bom samaritano e prontificar a minha ajuda aquela alminha depenada.
Eu : Boa tarde amigo, então precisa de ajuda? Já deu para verificar que não está tudo bem?
Condutor Transalp : Boa tarde. Por acaso até aceito a sua ajuda pois já estou para aqui parado há mais de uma hora e até agora nada de ajuda.
Eu : Mas você já contactou a sua companhia de seguros a solicitar reboque?
CT : Reboque??? Não tenho assistência em viagem.
Grande erro. Mas ok não seria a melhor altura para estar a julgar esta alminha pois pela maneira que ele estava a transpirar e a bufar por todo o lado ele já vinha a empurrar a mota há uns bons km e onde estavamos era bem a subir. Para quê?
Não sei talvez para chegar às bombas que estava a poucos metros (cerca de 800mts). Contudo tentei entender o facto de estar a empurrar a mota.
Eu : Então o que pretende fazer?
CT : Se me podesse ajudar e ver o que é que a mota tem ou soubesse como dar um "jeito" eu agradecia, caso contrário se me podesse dar uma ajudinha a empurrá-la até ali às bombas?
Eu : Poderei tentar ver o que posso fazer, mas agora empurrar uma mota em plena AE lamento mas não conte comigo. Será melhor solicitar ajuda aos serviços da assistência da AE. Mas deixe lá ver o que posso fazer.
Então diga lá o que se passou para a mota parar? (eu armado em mecânico)
CT : Bem, eu até vinha a andar bem até que a mota começou a soluçar e a perder alguma velocidade e então eu pensei "devo de estar a ficar sem gota" e toca a pôr para a reserva, pois estas motas não têm indicador de combustivel.
E foi então que as coisas se complicaram, pois a mota começou a perder força e quando começou a subir foi mesmo a baixo mesmo com o manipulo girado para a reserva. Entrei em panico pois me encontrava numa AE. Encostei na berma após a mota ter se desligado por completo.
Após paragem tentei voltar por a mota a trabalhar novamente e nada, tinha indicação de luz de bateria tudo trabalhava mas teimava em não pegar.
Eu : Muito bem meu amigo eu não percebo muito disto mas vamos tentar verificar os cabos da bateria?
Os cabos estão ok, estão bem montados e a fazer contacto. Isto deve ter sido da gasolina que independentemente de girar o manipulo para a reserva a mesma já poderia estar no fim se você ter dado conta.

Fui verificar o manipulo da reverva e verifico que o mesmo está colocado na reserva e que depois de abriu o depósito ainda vejo que tem gasolina suficiente para pelo menos chegar às bombas.

Eu : Mas isto ainda tem um pouco de gasolina, pelo menos permitia-lhe chegar até às bombas.
CT : Pois eu sei, já tinha verificado isso.

Lá continuamos a ver o que se podia fazer. Mexe nos cabos da bateria, verifica passagem de gasolina, dá-se tipo de revisão geral na mota e nada parece estar a funcionar mal, mas a maldita não pegava.
Lá continuamos com este teste de vai e não vai até que a bateria começou a dar de si e a ficar sem indicação de bateria (luz no painel de instrumento começou a ficar fraca e a bateria mostoru indicação de estar a dar de si).
Então disse ao sujeito:
Eu : Penso que será melhor não forçar o arranque eléctrico pois a bateria daqui a nada vai com o ca..... (já estavamos a desesperar)
CT : Ok, vou então ligar à assistência da Brisa.
Até que após mais uma tentativa a bendita montada pega e então à que dar de gás para queimar a gasolina que tinha ficado na camara de combustão devido às várias tentativas que fizemos e começar a dar "gás" até às bombas.

Quando lá chegamos o sujeito desligou a mota e foi abastecer e por incrivel que pareça a mota nunca mais falhou, pois eu segui o sujeito (vinhamos para o mesmo sitio) por um bom bocado e a mota está okapa. Um pequeno detalhe que verifiquei na mota após estarmos nas bombas, é que o manipulo da gasolina só rodava para ON ou Reserva não passando pelo fechar da gasolina.

O esclarecimento vem agora.
O que se passou?
Foi bateria?
Gasolina que falhou?
Se sim, por que é que a reserva não funcionou? Ainda tinha para andar pelo menos mais uns 800mts no minimo.
Será que alguém me poderia ajudar dando a Vossa opinião.

Saudações Transalpistas.
avatar
sadhus
Mota ligada
Mota ligada

Número de Mensagens : 44
Masculino
Idade : 39
Data de inscrição : 03/02/2011

A Mota
Marca Mota: Honda
Modelo Mota/ano: XL 600V
Kms:

Re: Honda Transalp - Parada - Uma história de um dia

Mensagem  sadhus em Qua 09 Mar 2011, 13:45

É simples... Ela quis descansar um pouco e assim que vocês falaram em assistência ela acordou. Ala que é Cardoso.

Sinceramente penso que poderá ser da torneira da gasolina, quando ele rodou-a poderá ter ficado com a torneira fechada mas o manipulo indicar que está na reserva havendo aí uma falha na torneira, e como mexeram depois aquilo lá deixou passar gasosa, ou então ser mais grave e ser do CDI.

Mas acho melhor os entendidos falarem porque eu sei muito pouco e estou só a especular...

Cumprimentos,
Hugo Santos


=================================================================================================================

Spritmonitor.de

avatar
cronus
2º engrenada
2º engrenada

Número de Mensagens : 200
Masculino
Idade : 44
Data de inscrição : 06/05/2009

A Mota
Marca Mota: Yamaha
Modelo Mota/ano: teneré 660
Kms:

Re: Honda Transalp - Parada - Uma história de um dia

Mensagem  cronus em Qua 09 Mar 2011, 14:02

um pormenor é que me chamou a atenção. o facto de nao ter assistencia em viagem. seja moto ou carro acho imprescindivel ter assistencia em viagem. é a unica forma de tirarmos o veiculo do sitio. em relacao á torneira vai na volta ele nao a teria sempre na reserva? eu ainda nao entendo muito bem acerca dessa parte da torneirinha. a minha ultima moto nao tinha isso e uma hornet que tive tava com a torneira sempre na reserva e apenas me preocupava com os km's antes de voltar a encher.
avatar
jfvf87
5ª a Fundo
5ª a Fundo

Número de Mensagens : 1350
Masculino
Idade : 30
Data de inscrição : 29/07/2010

A Mota
Marca Mota: Honda
Modelo Mota/ano:
Kms:

Re: Honda Transalp - Parada - Uma história de um dia

Mensagem  jfvf87 em Qua 09 Mar 2011, 14:02

Boas

Apesar do episódio ter sido bem descrito faltam promenores para dar uma resposta em concreto.
Por exemplo se cheirava a gasolina no escape então a pouca que tinha no deposito era a suficiente(como até foi). Foi bem visto dar um olho aos cabos da bateria(poderá não ser nos bornes da bateria). Pelo que foi descrito aponto apenas para mau contacto em alguma ficha.

Se tal situação tivesse ocorrido comigo tentaria ver do seginte modo:
1 Motor de arranque funciona
2 Cheira a gasolina no escape
3 Velas provocam faisca
Se estes três pontos são positivos então existe grande possibilidade do motor estar avariado. Assistência em viagem.
Se "1" não funciona verificar estado e bornes e ligações da bateria. Se tudo ok Assitência
Se "2" não cheirar a gasolina no escape: Sangrar carburador. Se tudo ok e não chegar ao escape chamar Assistência
Se "3" velas não provocam faisca, verificar todas as ligações possíveis. Se tudo ok chamar assistência.
Claro que existem situações que dependendo da ferramenta e conhecimento disponível no local merecem ser exploradas.

Falei do motor de arranque mas é dispensável, apenas facilita no diagnostico das velas.

Cumprimentos
Faustino


Conteúdo patrocinado

Re: Honda Transalp - Parada - Uma história de um dia

Mensagem  Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Sex 24 Nov 2017, 16:32