Bem-vindo ao fórum das grandes máquinas... Não percas o nosso tradicional almoço de Natal- Dia 8 de dezembro. Encontro emTorres Novas e inclui passeio pela Serra de Mira de Aire. Vê o tópico em Passeios e Convívios. Boas Transalpadas

Chuva ou vento

Compartilhe
avatar
asa
5ª engrenada
5ª engrenada

Número de Mensagens : 534
Masculino
Idade : 62
Data de inscrição : 20/05/2011

A Mota
Marca Mota: Honda
Modelo Mota/ano: XLTransalp V_2001
Kms: 22.000

Vento? ou....««««« VENTO»»?????

Mensagem  asa em Dom 07 Jun 2015, 23:54

Ola
Hj foi dia de dar um salto a Sabrosa para ver/fazer o prologo do Les-a Lés. (deixo ficar ja aqui o percurso em wikiloc)
Mas ao subir a IP4 nas encostas do marao, sobretudo nos viadutos, foi uma coisinha má!!!
Cagaço, mesmo!!!! Tentei respirar, passei uma abaixo e intuitivamente puxei a cabeça para a frente, apesar do vento ser inesperado e lateral.
Fikei taõ curioso e indeciso que pensei "tenho de aprender a andar nisto.."
E cá estou!
Vou ver o que descubro e depois volto à V/ presença.
Até já
asa

http://pt.wikiloc.com/wikiloc/view.do?id=9902902



IMG]http://i57.tinypic.com/296ekgl.jpg[/IMG]


PS : Tb deixo uma fotinha, ou duas???
avatar
asa
5ª engrenada
5ª engrenada

Número de Mensagens : 534
Masculino
Idade : 62
Data de inscrição : 20/05/2011

A Mota
Marca Mota: Honda
Modelo Mota/ano: XLTransalp V_2001
Kms: 22.000

VEnto....

Mensagem  asa em Dom 07 Jun 2015, 23:56

CURSO COMPLETO!!!!


Ora vejam, se tiverem tempo!!!

"Prezados amigos,

Semana passada fui perguntado sobre este tema(Condução de moto com ventos), envio parte de um texto sobre Gestão de Risco sobre duas rodas (situações adversas).


· Pilotando em situações adversas e de risco: (ventos)



Colocamos um capítulo a parte sobre ventos, pois situações extremas como ventos nos pegam de surpresa, não deixando margem para erros.



• cruzamentos

Ao cruzar um veículo, dependendo de sua velocidade, certamente pegaremos um bolsão de ar deslocado por ele, se for ao contrário, ou seja, com o caminhão vindo certamente pegaremos uma parede de ar deslocado com ligeiro empuxo para extremidade direita, nestas situações mantenha o guidão firme, é neste momento que devemos estar sempre em dia com nossos reflexos, eles serão testados neste momento, juntamente com sua atenção concentrada e habilidade, certamente vão fazer diferença, nada de fones ouvindo músicas, ou bate papo com a garupa ou os outros motociclistas, se não estiveres com a atenção na movimentação do ambiente e motocicletas, será pego de surpresa e será jogado para fora da pista, neste momento, ao perceber a vinda de um caminhão grande, segure firme o guidão, mantenha a aceleração constante e não mude de direção, tenha reflexos rápidos, mas de ação lenta, para que não perca a direção, feche as pernas pressionando o tanque, flexione o tronco para frente, posicione o capacete ligeiramente baixo, esperando o ar passar.



• Ultrapassagens

Nas ultrapassagens, há um movimento inicial contrário, quando estamos atrás de um caminhão somos favorecidos pelo vácuo que ele faz, desta forma não pegamos diretamente o vento, mas ao desviar para efetuar a ultrapassagem, saímos deste vácuo, e pegamos diretamente a massa de ar que o caminhão está gerando, algo como um pára-quedas nos segurando, uma verdadeira parede de vento que desequilibra os mais desatentos.

Como agir?

Primeiramente evite ficar próxima a traseira do caminhão, não é seguro, vá fazendo a aproximação de segurança bem antes de se aproximar, tendo em mente as estimativas de distâncias seguras e distâncias necessárias para a ultrapassagem, tenha sua atenção focada no deslocamento de ar, segure firme o guidões e feche as pernas pressionando o tanque, flexione o tronco para frente, posicione o capacete ligeiramente para baixo, esperando o ar passar, novamente evite escutar música, e ou conversas com outros motociclistas, moto é para ser conduzida com a máxima atenção e focada no ambiente externo.

• curvas:

Em curva não há o quê se possa fazer no sentido de antecipar suas reações, neste momento você contará apenas com seus reflexos, e a correta contra ação que a motocicletas reagir, ai vale a experiência e o autocontrole, não há como tomar uma ação previsível em uma curva a esquerda pegar vento também na esquerda, levará a interpretação de levantar a moto em plena tangência da curva, fazendo com quê perca esta tangência, indo para fora da pista, nunca use o freio, isso fará com que perca a frente da moto, deslizando para fora da pista, já pegando o vento na lateral direita em curva a esquerda, fará com quê freie a moto, perdendo a frente, não utilize o freio, apenas segure firme e tente aliviar a embreagem, soltando a moto. Em curvas em que se faz para direita, vale o mesmo, apenas lembrar que se perder a frente da moto, certamente estará indo de encontro aos carros na outra via, tornando se um risco eminente de acidente sério.

Fazer curvas não tem mistérios quando estamos na velocidade recomendada para ela, e por segurança, sempre a baixo do recomendado, cada motociclista tem sua velocidade “natural “de reação, portanto não despreze o risco, se houver risco em qualquer condição, comece reduzindo a velocidade, para que suas reações e ações frente ao desconhecido, sejam eficientes e eficaz.



• cabeceiras de pontes viadutos e elevados

Sempre haverá uma situação adversa de motocicletas em que nunca vivenciamos, exemplo é as cabeceiras de pontes ou viadutos e elevados, estes ambientes são propícios em ter rajadas de ventos laterais, pegando os mais desavisados de surpresa, nesta situação vale sempre o que foi descrito acima, atenção redobrada, firmeza em conduzir moto, estar ciente do ambiente externos, como árvores, placas, elas denunciam a velocidade do vento e a situação de perigo, sempre esteja com a atenção na sua condução, esteja relaxado, mas não desatento, a desatenção no processo de condução da motocicletas, faz com que se perca os “avisos” da natureza e do ambiente.



• Ventos constantes:

(contra o vento):

Em uma viagem, não é normal termos ventos fortes contra, antes de viajar, verifique as condições climática e escolha o melhor momento para efetuar suas viagens, caso não seja possível o adiamento, vá devagar, moto tracionada sempre em uma marcha menor que a velocidade, mantendo o giro alto, mantenha-se ligeiramente curvado a frente, diminuindo sua zona de contato, braços firmes, coxas fixas no tanque, não tente aumentar a velocidade, vá em uma velocidade em que se percebe que o vento não desequilibra a moto, caso não seja possível, pare em um posto, ou entre em uma via secundária e aguarde um tempo, para ver se diminui, não tente forçar, o vento é soberano, não discuta com ele,

(Favor do vento)

É mais fácil a condução, vale a recomendação acima, com atenção para mudanças bruscas de direção, podendo desequilibrar.

(Ventos laterais)

Vale as recomendações acima, com o agravante de que ventos laterais nem sempre são constantes, podendo levar a sair da pista, impossibilitando a condução, caso não seja possível parar e esperar melhorar, ou já é sabido que os ventos são sempre assim, treine bastante antes de enfrentar este tipo de situação, coloque sua motocicleta contrária ao vento, compensando com seu peso do outro lado, técnica conhecida como Pendulo, é uma manobra de alto risco e nunca é recomendada a fazê-lo, pare, e espere melhor situação, regiões que tem por características este tipo de evento climático, devem ser percorridas por pessoas experientes, e não se aventure, os ventos não são constantes, e às vezes mudam rapidamente de direção ou intensidades fazendo com que o motociclista tenha uma reação rápida e inesperada.

Evite ultrapassagens, mudanças de pista, ou altas velocidades, não é recomendado nem seguro, ser imprudente em um momento destes, poderá causar um grave acidente.





· Importância do uso dos equipamentos de segurança





• motociclista

È repetir tudo que se sabe sobre a condução segura de motocicletas, e equipamentos de segurança, bebidas, roupas claras e não escuras, condição de saúde, atenção, etc. o bom motociclista é aquele que não sofre em cima de uma moto, ele utiliza a motocicletas sempre com prazer atenção e divertimento.



• o passageiro

Idem para o piloto, mesmas roupas, mesmos equipamentos de segurança, conhecer a forma correta de ser o passageiro, e ajudar na condução segura da motocicleta.

• Motocicleta

Não adianta ser uma moto zero KM, se estiver com a corrente frouxa, por um motivo ou outro, sofrerá os mesmos riscos. As revisões começam mesmo antes de ligar a moto, olhe para ela, verifique cada item se está no lugar, acostumem a fazer isso sempre que for andar de moto, faça uma checagem em volta dela, verá que tudo estará norma, assim, sempre vai ter em seu subconsciente o registro de tudo normal em sua moto, ao passo que se houver algo “diferente” notará imediatamente aquela situação desconforme com o quê você vê todo dia, quer seja um parafuso solto ou mancha de óleo.



Segurança e saúde



• Cuidados com o corpo (alimentação, sono e alongamento

corporal).

• Condições emocionais (estresse, preocupação e fadiga).

· Postura corporal sobre duas rodas (cabeça, mãos, joelhos, pés).

• Conseqüências de pilotar após ingestão de bebidas alcoólicas,

medicamentos e substâncias psicoativas.



DICAS:

Assessórios que contribuem para desestabilizar uma motocicleta em ventos, laterais a favor e contra.



- Pára brisas:

Campeão em desestabilizar a motocicletas em ventos laterais e frontais em uma ultrapassagem, ele facilita em uma condução de cruzeiro em proteger os motociclistas, mas aumenta drasticamente a força de arrasto da motocicleta, não há mágica, quanto maior a superfície de contato, maior é a ação do vento sobre ele, este item é recomendado apenas para motos de alta cilindrada e peso, em que será feita a condução em velocidades médias, e pelo peso da motocicleta, o arrasto não será tão intenso, é recomendado apenas as grandes motos custom, ou Long Rider acima de 1000cc, abaixo disso comprometerá a condução.



- Bauletos/ bagageiros / mochilas grande:

A motocicleta é preferencialmente para uso individual, esporadicamente com garupas por trechos curto, não é confortável para o segundo ocupante, e em nenhum momento justifica grandes e longas viagens com tal ocupante, é monótono, arriscado a grandes cochilos, aumenta drasticamente a massa de deslocamento, prejudicando a tocada e a segurança.

Colocar um guarda roupas na garupa da motocicleta só faz aumentar os riscos em viagens, se elas fossem para carregar grande quantidade de bagagens, elas seriam projetadas assim, mas os engenheiros não o fizeram, ai surge lojas especializadas em inventar todo tipo de assessórios, que não estão no projeto inicial de engenharia da motocicleta, ou seja, engenheiros que desenvolveram uma moto com projeto de vários anos, e vêm pessoas e colocam assessórios que só fazem aumentar os riscos de acidentes, e principalmente o maior item positivo de uma motocicletas, a maneabilidade, o baixo peso, o design e a agilidade no tráfego.

Vai viajar de moto, leve o estritamente necessário, seja prático, como sua moto é, seja econômico, como sua moto, seja leve, facilita o prazer de pilotar.



- Roupas:

Evite roupas escuras, veja e seja visto, não utilize roupas folgadas, principalmente as jaquetas, elas influenciam nos ventos, fazendo o efeito bandeira, em que fica tremulando ao vendo, isso desequilibra o condutor, aumenta a massa a ser deslocada pela moto, e em uma possível queda, contribuirá para as lesões.

Não esqueça que tanto o motociclista quanto a garupa devem utilizar os equipamentos recomendados e específicos para este fim.



Lembre-se, em situações adversas vale a máxima, nunca arrisque, se algo pode dar errado, certamente dará.


Boa leitura.
Ailton Martins Cezar

Recife Pernambuco

ailton_cezar@hotmail.com
avatar
Transouto
O Pai do Forum
O Pai do Forum

Número de Mensagens : 5386
Masculino
Idade : 41
Data de inscrição : 11/09/2007

A Mota
Marca Mota: Honda
Modelo Mota/ano: Transalp XL 650 V/2006 /Africa twin 2016
Kms: 32 000 km(+ 100 000km) /17 000km

Re: Chuva ou vento

Mensagem  Transouto em Seg 08 Jun 2015, 22:27

asa, permite-me retificar um ponto. 

Quando viemos do Transfigueira, com alerta vermelho e montes de vento lateral, a solução encontrada foi mesmo a alta velocidade, minimizando assim o tempo de exposição às rajadas laterais....certo miguelalmeida......

V


=================================================================================================================

Transalp é Transalp e mai nada..
avatar
asa
5ª engrenada
5ª engrenada

Número de Mensagens : 534
Masculino
Idade : 62
Data de inscrição : 20/05/2011

A Mota
Marca Mota: Honda
Modelo Mota/ano: XLTransalp V_2001
Kms: 22.000

Eu...

Mensagem  asa em Seg 08 Jun 2015, 23:03

[quote="Transouto"]asa, permite-me retificar um ponto. 

----
Na minha ignorância e medo, pensei: Deitas-te para a rente, DESCONTRAIS qb, e metes uma abaixo, e manténs a aceleração. A uma velocidade de ...70/80 Kms. Foi na IP4 ja no topo da subida, ao chegar à Pousada do Marão. Aquelas encostas desabrigadas,com ventos cruzados e a graus, em viaduto e exposta ao sul, é muito má... Evil or Very Mad
Mas vou estudar o assunto... Prometo!
Boas Transalpadas >>( sem vento sunny )
asa

tsipo:

Conteúdo patrocinado

Re: Chuva ou vento

Mensagem  Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Seg 10 Dez 2018, 07:32